Centro de Recursos para o 1º Ciclo - Centro de Recursos para o 1º Ciclo Centro de recursos para o primeiro ciclo do ensino Básico http://recursoseb1.com/portal4/index.php/component/content/?view=featured Sat, 24 Jun 2017 18:33:41 +0000 Joomla! - Open Source Content Management pt-pt Inventar um conto e ilustrá-lo dá direito a prémios http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/265-inventar-um-conto-e-ilustra-lo-da-direito-a-premios http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/265-inventar-um-conto-e-ilustra-lo-da-direito-a-premios

A imaginação pode começar a funcionar a todo o gás. A próxima edição do Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d'Escritas/Porto Editora, organizada pela Câmara da Póvoa de Varzim, aceita histórias inéditas em língua portuguesa criadas em grupo por alunos do 4.º ano do 1.º ciclo.

O conto deve ter no mínimo uma página, três no máximo, ilustrações num documento à parte - e não se aceitam desenhos em formato informático -, com dimensões máximas de 24 cm x 24 cm, e deverá resultar de um trabalho conjunto de todos os alunos da turma. Ninguém fica de fora.

O Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d'Escritas/Porto Editora, organizado pela Câmara da Póvoa de Varzim, volta a bater à porta das escolas para distinguir um conto ilustrado inédito, escrito em língua portuguesa, criado por alunos do 4.º ano do 1.º ciclo do ensino básico. Os contos deverão ser enviados para a morada da Câmara da Póvoa de Varzim até 10 de janeiro de 2013.

Estimular a criação literária, sobretudo o desenvolvimento da comunicação escrita e criativa das crianças do último ano do 1.º ciclo, é um dos principais objetivos do concurso coletivo. Não são aceites trabalhos individuais e cada escola pode concorrer com o máximo de dois contos por turma. Os vencedores são conhecidos em fevereiro do próximo ano durante a XIV Edição do Correntes d'Escritas - Encontro de Escritores de Expressão Ibérica.

A edição de um livro com os contos dos três primeiros classificados e das menções honrosas, caso as haja, está assegurada pela Porto Editora. Esse livro será distribuído por todos os estabelecimentos de ensino que participem na iniciativa.

A escola vencedora, ou seja, de onde seja proveniente o conto que fique em primeiro lugar, recebe mil euros em edições e produtos Porto Editora. Os alunos e a professora do trabalho distinguido com o primeiro prémio recebem um conjunto de edições da mesma editora. A segunda classificada recebe 500 euros também em edições e produtos Porto Editora e a terceira 250 euros.

Para Luís Diamantino, vereador da Cultura da Câmara da Póvoa de Varzim, é importante continuar a semear para colher mais tarde e os professores, a que muito agradece o empenho, têm tido um papel fundamental nesta "sementeira". "Este concurso começou com uma parceria com a Porto Editora, no sentido de promover a leitura e a escrita junto das escolas. Trata-se de mais um incentivo às escolas, mais um motivo para levar alunos e professores a trabalharem em conjunto", refere. "É um desafio à criatividade, um apelo à imaginação. Mas é também um momento singular de trabalho em equipa. Todos contribuem, toda a turma, coordenada pelo seu professor, colabora num trabalho plural e, quando vencem, a vitória é de todos", acrescenta.

As escolas têm participado e os alunos demonstram que são capazes de criar um conto. "A par da ida dos escritores às escolas, este prémio é um dos principais meios de comunicação com o meio educativo de todo o país e, mesmo, com escolas portuguesas no estrangeiro", sublinha Luís Diamantino. Alunos e professores envolvem-se nesta missão e o momento do lançamento do livro é sempre de felicidade e para nunca mais esquecer.

"A Porto Editora criou uma coleção que todos os anos vai crescendo e fazendo crescer as nossas crianças, um pequeno tesouro feito por mãos pequeninas e por uma imaginação gigantesca como é a das crianças", refere o responsável.

Fonte: Educare

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Alunos Notícias Mon, 12 Nov 2012 19:16:36 +0000
Mandarim ensinado em todas as escolas de S. João da Madeira http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/264-mandarim-ensinado-em-todas-as-escolas-de-s-joao-da-madeira http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/264-mandarim-ensinado-em-todas-as-escolas-de-s-joao-da-madeira

 

S. João da Madeira vai passar a ter mandarim em todas as escolas do 1.º ciclo e quer abrir turmas bilíngues para ensino dessa língua até ao 12.º ano, antecipando futuros contactos comerciais com "o maior mercado da Humanidade".

A introdução nas escolas locais do idioma dominante na China foi aprovada hoje em reunião de Câmara e terá efeitos a partir de janeiro de 2013, quando todos os alunos do 3.º ano de escolaridade passarão a frequentar uma aula de iniciação ao mandarim que terá continuidade também no seu 4.º ano, logo a partir de setembro.

 

Na mesma reunião do executivo decidiu-se ainda enviar ao Ministério da Educação o pedido para que numa escola do município possam funcionar turmas bilíngues de português/mandarim, com ensino contínuo desde o 1.º ano até ao 12.º ano.

O presidente da Câmara declara que esta é uma resolução "de grande alcance para o futuro", porque adequa os currículos escolares locais à evidente emergência da China. "Para uma terra com tantas empresas exportadoras como S. João da Madeira", afirma Castro Almeida, "as relações com a China nas próximas décadas serão absolutamente vitais".

Fonte: Destak

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Geral Notícias Mon, 15 Oct 2012 08:22:04 +0000
Ministério da Educação apresenta livro sobre nutrição http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/263-ministerio-da-educacao-apresenta-livro-sobre-nutricao http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/263-ministerio-da-educacao-apresenta-livro-sobre-nutricao

O Ministério da Educação apresenta na segunda-feira um manual de nutrição infantil com atividades para crianças do ensino básico e o novo programa de saúde para prevenir a obesidade infantil.

O livro, "Manual de Nutrição Infantil", da autoria de João Breda, Ana Rito e Ana Lúcia Silva, tem fichas de atividades para alunos do 1º ciclo do ensino básico para introduzir boas práticas de alimentação saudável de uma maneira que se pretende pedagógica e, ao mesmo tempo, divertida para as crianças.

 

Quanto ao programa MUN-SI, na sua primeira edição, foi criado em 2008 entre a tutela, as câmaras de Fundão, Montijo, Oeiras, Seixal e Viana do Castelo e a Universidade Atlântica, para vigiar os hábitos alimentares das crianças mais novas do sistema educativo e procurar prevenir a obesidade.

A nova edição do programa será coordenada pelo Centro de Estudos e Investigação em Dinâmicas Sociais e Saúde da Universidade Atlântica e faz parte de uma rede internacional de iniciativas semelhantes e tem a parceria da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis, que inclui 21 localidades de norte a sul.

Na primeira edição, numa parceria entre a Plataforma Contra a Obesidade da Direcção-Geral da Saúde, os municípios de Oeiras, Fundão, Montijo, Seixal e Viana do Castelo e a Universidade Atlântica, fez-se a avaliação do estado da alimentação das crianças, tomando atenção à zona geográfica, condições ambientais e características socioeconómicas das famílias.

A apresentação do “Manual de Nutrição Infantil”, no âmbito do Dia Mundial da Alimentação, que se assinala na terça-feira, contará com a presenta da secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário, Isabel Leite e o secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa.

Fonte: diário digital

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Alunos Notícias Mon, 15 Oct 2012 08:12:07 +0000
Associação Nacional dos Professores Contratados foi apresentada http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/262-associacao-nacional-dos-professores-contratados-foi-apresentada http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/262-associacao-nacional-dos-professores-contratados-foi-apresentada

A Associação Nacional dos Professores Contratados (ANVPC) é apresentada hoje (29-09-2012) ao público na cidade do Porto e o movimento prevê uma adesão de sócios na ordem dos milhares de professores.

A ANVPC inicia hoje o processo de angariação de associados, no mesmo dia em que a associação se apresenta publicamente no Grande Hotel do Porto, pelas 16:00. A página na rede social do Facebook, denominada "Movimento pela vinculação de professores contratados", foi criada há 24 dias pela Associação Nacional dos Professores Contratados e já conta com mais de 22.560 membros.

A criação da ANVPC resulta da necessidade de encontrar "soluções que contribuam para o efetivo direito à vinculação dos professores contratados e dessa forma atenuar o grave drama pessoal e profissional que assola a profissão docente, e que resulta da precariedade de longa duração", explicou à Lusa Pedro Gomes Vieira, da ANVPC.

A nova associação tem por missão "intervir na política educativa, de forma a salvaguardar os direitos e interesses dos professores contratados, interpretando a Educação como um dos pilares fundamentais da sociedade". A associação profissional, sem fins lucrativos, foi registada no Instituto dos Registos e Notariado a 17 de julho, vai ter sede em Lisboa, mas já foi apresentada publicamente nas redes sociais em 05 de setembro.

Os membros fundadores são oriundos de todas as zonas geográficas do país e acreditam que sábado é o dia "V", o "dia de viragem no paradigma profissional e pessoal dos professores contratados" e que se constituirá como um "marco decisivo no sistema educativo português".

Fonte: Porto Canal

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Professores e Educadores Notícias Mon, 01 Oct 2012 08:09:06 +0000
Tablet para crianças chegou às lojas portuguesas http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/261-tablet-para-criancas-chegou-as-lojas-portuguesas http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/alunos/261-tablet-para-criancas-chegou-as-lojas-portuguesas

Desde o mês de Setembro já é possível adquirir o tablet para crianças da Imaginarium.

O equipamento já começou a ser entregue nas lojas portuguesas. O SuperPaquito vai custar 299 euros, o mesmo preço estipulado para o mercado vizinho, apurou o TeK. O tablet da marca que opera uma cadeia de lojas de brinquedos educativos com presença em vários pontos do globo está em pré-reserva desde julho, através do site oficial, de telefone ou das próprias lojas, como o TeK já tinha noticiado.

Equipado com o MagicOS, um sistema operativo baseado na versão 4.0 do Android, conectividade Wi-Fi e um ecrã multitoque de 9,7 polegadas com 1024 x 768 megapíxeis, o SuperPaquito é uma espécie de irmão mais velho do Paquito, um leitor multimédia e de livros digitais lançado pela marca também já este ano e que está à venda por 99,95 euros.

Para o novo equipamento, a Imaginarium promete novidades ao nível do hardware e das funcionalidades. A interface de utilizador do produto também é da responsabilidade da marca. Estão garantidas ferramentas de controlo parental e um ambiente de navegação a condizer com o público-alvo, num dispositivo com uma memória de 16 GB, RAM de 1GB e duas câmaras fotográficas de 2 e 3 megapixéis, conforme revelou a empresa na apresentação do produto ao mercado espanhol, onde as vendas começam dois dias antes do que está previsto para Portugal.

Reveja aqui o vídeo que o TeK já tinha publicado sobre o dispositivo, pensado para crianças a partir dos 6 anos.

 

Fonte: Tek

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Alunos Notícias Mon, 01 Oct 2012 07:51:08 +0000
Câmara de Leiria invoca interesse público para violar Lei dos Compromissos http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/258-camara-de-leiria-invoca-interesse-publico-para-violar-lei-dos-compromissos http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/258-camara-de-leiria-invoca-interesse-publico-para-violar-lei-dos-compromissos

aulas

A Câmara de Leiria invocou hoje interesse público para violar a Lei dos Compromissos de forma a garantir refeições, transportes, componente de apoio à família e actividades extracurriculares a milhares de crianças do pré-escolar e 1.º ciclo.

O vice-presidente da autarquia, Gonçalo Lopes, explicou à Lusa que «a decisão não foi tomada de ânimo leve», mas com o apoio de juristas e técnicos de educação, adiantando que os compromissos assumidos ascendem a 5,5 milhões de euros.

Os agrupamentos de escolas do concelho, associações de pais e juntas de freguesia já receberam na sexta-feira um ofício, no qual se assegura a contratação do serviço de fornecimento de 2.675 refeições diárias para 26 jardins de infância e 25 escolas do 1.º Ciclo (792.181 euros) e à contratação de serviço de acompanhamento de refeições e componente de apoio à família do pré-escolar em cinco jardins de infância e três escolas do 1.º ciclo (145.393 euros).

 A contratação de Transportes Escolares, que abrange 4.914 crianças e alunos dos diferentes níveis de ensino (1.614.070 euros), de serviços de Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) para o ensino do Inglês, da Música, da Actividade Física e Desportiva, bem como outras actividades (1.007.069 euros) também será assegurada pelo município.

 

Em comunicado, a autarquia indica que serão celebrados protocolos de colaboração com entidades parceiras para fornecimento de 2.000 refeições escolares diárias (822.112 euros); para cedências de espaços para servir refeições (57.544 euros); para concretização da Componente de Apoio à Família, que abrange o fornecimento de 1.122 refeições diárias e o acompanhamento nos prolongamentos de horário a 1.113 alunos de 64 jardins de infância (894.384 euros) e protocolos de apoio ao funcionamento do programa das AEC (144.545 euros).

A 14 de Agosto, o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro (PS), já frisara que não existiam condições para assegurar refeições escolares a 5.933 crianças do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo, devido às exigências da Lei dos Compromissos.

Raul Castro informou ainda que tinha sido enviado um ofício às secretarias de Estado do Ensino Básico e Secundário, da Administração Escolar e do Tesouro e Finanças, bem como à Direcção-Geral das Autarquias Locais, manifestando a sua preocupação por não ter fundos disponíveis para assegurar estas atribuições.

Agora, neste último ofício, o vice-presidente da autarquia lamentou que as entidades governamentais, contactadas a 10 de Agosto, não tenham dado qualquer resposta no sentido de ultrapassar os constrangimentos legais criados pela adopção da Lei dos Compromissos.

«Este silêncio tornou-se insustentável. O adiamento da assunção destes compromissos traduzir-se-ia numa sucessão de danos irreversíveis, irremediáveis e perniciosos, que com muita certeza colocaria o início do ano lectivo em crise, privando as crianças de Leiria do direito à Educação de que gozam por força do fixado na Constituição da República Portuguesa», fundamentou Gonçalo Lopes.

O comunicado hoje divulgado frisou que «o município de Leiria vai garantir o início do ano lectivo com normalidade, por entender que o interesse público deve ser prioritário em relação ao cumprimento da Lei de Compromissos e dos Pagamentos em Atraso».

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Geral Notícias Tue, 28 Aug 2012 10:43:07 +0000
Almeirim quer recolher Magalhães já usados http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/257-almeirim-quer-recolher-magalhaes-ja-usados http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/geral/257-almeirim-quer-recolher-magalhaes-ja-usados

A autarquia de Almeirim iniciou uma campanha de recolha de computadores Magalhães em final de julho e quer recolher pelo menos 75 até outubro para uso exclusivo dos alunos do 1º Ciclo.

 

A câmara de Almeirim quer recolher os computadores Magalhães que já foram usados pelas crianças do Ensino Básico para permitir que as que não puderam ter este computador beneficiem dele apesar do cancelamento do programa pelo Executivo.

 

A autarquia tinha criado um programa de educação tecnológica, quando o programa e-Escolas ainda funcionava, mas faltam computadores para os alunos que estão a chegar ao 1º Ciclo.

 

Em declarações à TSF, o vice-presidente deste autarquia lembrou que os «professores começam a notar que há diferenças na competências entre os que tinham o Magalhães e os que não tinham».

Por este motivo, a autarquia começou uma campanha de recolha de computadores Magalhães em final de julho, que até aqui resultou na recolha de seis computadores, mas a ideia é chegar aos 75.

«Com estes 75 computadores e com a capacidade de ter três turmas a funcionar ao mesmo tempo, conseguimos deslocar os computadores de forma a que consigam ser usados por todas as escolas e turmas», explicou Pedro Ribeiro.

Os computadores recolhidos serão para uso exclusivo dos alunos do 1º Ciclo e a campanha continua a até outubro, sendo aceites computadores em bom estado ou aqules que, estando avariados, estejam em condições de ser arranjados.

Segundo Pedro Ribeiro, os Magalhães podem ser entregues no posto de turismo ou nas escolas, onde será entregue um documento onde será referido que estes computadores são para uso exclusivo de alunos do 1º Ciclo.

Fonte: TSF

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Geral Notícias Wed, 22 Aug 2012 20:55:38 +0000
Ano lectivo arranca com milhares de professores em concurso de mobilidade http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/256-ano-lectivo-arranca-com-quase-seis-mil-professores-em-concurso-de-mobilidade http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/256-ano-lectivo-arranca-com-quase-seis-mil-professores-em-concurso-de-mobilidade

 

O número de professores efectivos que integram o concurso de mobilidade interna, no ano letivo de 2012/2013, é de 5733, mais 2254 do que em 2011, informou esta sexta-feira o Ministério da Educação.

Em comunicado, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) explica que, “tendo em vista uma melhor gestão dos recursos”, foi entendido que “um professor de carreira tem componente lectiva atribuída apenas a partir de um mínimo de seis tempos”, tendo também exigido às escolas que indicassem antecipadamente quantos professores efectivos tinham sem componente lectiva. 

“Por estas razões, o número deste ano inclui professores que, com critérios anteriores, não estariam no concurso da mobilidade interna, sendo assim superior relativamente aos anos anteriores”, justifica o MEC. 


No entanto, segundo o MEC, poderá haver lugar à atribuição de componente letiva aos 5733 docentes que agora integram o concurso de mobilidade, através do processo de suprimento de necessidades temporárias e da reserva de recrutamento. 

O concurso de mobilidade interna permite que um docente de uma escola pública possa leccionar num outro estabelecimento de ensino público, preenchendo uma necessidade provisória. 

“As necessidades de docentes do sistema educativo sempre apresentaram flutuações. Não podem ser ignoradas questões demográficas, como a redução significativa da população escolar do ensino básico e secundário nos últimos três anos: 13,4 por cento, segundo os últimos dados da Direção Geral de Estatísticas da Educação e Ciência”, lê-se no comunicado. 

Por outro lado, justifica o MEC, “é obrigação da Administração Pública uma gestão o mais racional possível de todos os recursos”, já que o país atravessa uma crise económica, e deixa a garantia de que, durante o próximo ano lectivo, serão contratados apenas “os docentes estritamente necessários ao suprimento das necessidades temporárias das escolas”. 

Estes dados foram enviados nesta quinta-feira à Comissão de Educação, Ciência e Cultura da Assembleia da República. 

O Ministério lembra ainda que, no início do mês, foram divulgadas as listas provisórias de admissão, ordenação e exclusão de professores no portal da Direção Geral da Administração Escolar, que davam conta de 13.306 candidatos, entre 1684 para pedidos de destacamento por condições específicas, e 1235 para o desempenho de funções em organismos do MEC ou outros ministérios ou instituições. 

“De 9 a 13 de Agosto, as direções escolares tiveram novamente acesso à aplicação informática da indicação da componente lectiva, tendo retirado das listas provisórias docentes aos quais atribuíram componente lectiva”, acrescenta. 

Fonte: Público

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Professores e Educadores Notícias Sun, 19 Aug 2012 13:06:43 +0000
Listas provisórias do Concurso de Mobilidade Interna http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/concursos/255-listas-provisorias-do-concurso-de-mobilidade-interna http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/concursos/255-listas-provisorias-do-concurso-de-mobilidade-interna

O ministério já publicou as listas provisórias de ordenação e exclusão do docentes concorrentes à mobilidade interna.

Após o anúncio dos cerca de 15 mil professores sem componente letiva para o próximo ano letivo, torna-se agora possível saber quem foi retirado da lista (aqui), quem foi excluído do concurso (aqui) e a ordenação dos candidatos por grupos (aqui)

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Concursos Notícias Thu, 02 Aug 2012 11:44:03 +0000
Mais de 15 mil professores do quadro sem horário http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/254-mais-de-15-mil-professores-do-quadro-sem-horario-no-proximo-ano-lectivo http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/254-mais-de-15-mil-professores-do-quadro-sem-horario-no-proximo-ano-lectivo

Mais de 15 mil professores do quadro estão sem horário para o ano lectivo de 2012/2013 e sujeitos a concurso de mobilidade interna, indicam dados provisórios do Ministério da Educação e Ciência divulgados nesta quarta-feira.

Segundo os números hoje publicados na página da Direcção Geral da Administração Escolar (DGAE), as escolas declararam 15.309 professores do quadro sem componente lectiva, ou seja, com horário zero.

Da estimativa inicial feita pelas escolas e declarada através da plataforma informática , 1550 professores do quadro foram já “resgatados” aos horários zero através das medidas de combate ao abandono e promoção de sucesso escolar que o Governo divulgou a 17 de Julho.


Os professores de Matemática, Inglês e Português foram dos grupos mais beneficiados com estas medidas: por exemplo, 180 professores de português passaram a ter serviço, enquanto 121 de Matemática foram também “salvos” dos horários zero.

No ensino pré-escolar há 1359 professores com horário zero, enquanto no 1º ciclo do básico há 3155 docentes nestas condições.

No 2º ciclo, em que o número de horários zero chega aos 2797, os professores de Educação Visual e Tecnológico são os mais penalizados: há 1118 sem componente lectiva.

Quanto ao 3º ciclo do básico e secundário, verificam-se 7812 horários zero. Os grupos de Português (1408), Inglês (902) e Matemática (719) são aqueles onde se encontram mais professores sem aulas para dar, para já. Entre os professores do ensino especial, 186 estão com horário zero.

Nestes números estão incluídos professores que, por sua própria iniciativa, pediram para ser colocados no concurso de mobilidade interna “por doença ou para o desempenho de funções em organismos do Ministério da Educação e Ciência”, salienta a tutela em comunicado.

Deste rol de 15.309 horários zero poderão sair ainda mais docentes do quadro entre 9 e 13 deste mês, quando as escolas voltarem a ter acesso à aplicação informática e atribuir serviço, depois de saberem números finais de alunos matriculados e alargamento de ofertas formativas, para o que ainda estão em curso processos de autorização de turmas.

Fonte: Público

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Professores e Educadores Notícias Wed, 01 Aug 2012 21:43:57 +0000
Anulado concurso que privilegiava professores que fizessem voluntariado em Guimarães http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/253-anulado-concurso-que-privilegiava-professores-que-fizessem-voluntariado-em-guimaraes http://recursoseb1.com/portal4/index.php/componentes/componente-contacto/noticias-lista/docentes/253-anulado-concurso-que-privilegiava-professores-que-fizessem-voluntariado-em-guimaraes

A cooperativa Tempo Livre, que tem como principal accionista a Câmara de Guimarães, decidiu anular o concurso para contratação de professores que privilegiava os docentes que estivessem dispostos a fazer voluntariado na Cidade Europeia do Desporto, em 2013.

Em comunicado, a Tempo Livre explica que tomou a decisão de anular o concurso por “terem surgido algumas dúvidas” a propósito dos critérios de selecção. Por isso, decidiu abrir novo procedimento concursal, em que já não consta a referência ao voluntariado.

Em causa está a contratação de licenciados em Desporto para o “Programa de Generalização do Ensino de Inglês e de Outras Actividades de Enriquecimento Curricular no 1.º Ciclo do Ensino Básico”, a desenvolver no ano lectivo 2012/2013, em Guimarães.

O Sindicato de Professores do Norte (SPN) contestou publicamente a introdução do voluntariado como critério de preferência e exigiu à Câmara de Guimarães que ordenasse de imediato a anulação do concurso. Para o SPN, a disponibilidade para fazer voluntariado na Cidade Europeia do Desporto Guimarães 2013 como critério de escolha dos docentes “subvertia a lógica da graduação profissional”. Esta quarta-feira, em comunicado, o SPN congratula-se com a anulação do concurso e diz esperar que esta decisão “seja um exemplo a seguir por todos aqueles que, infelizmente, têm contribuído para o agravamento da situação de precariedade docente”. Mesmo assim, o sindicato, “considerando que existem outros critérios de legalidade duvidosa, continuará a acompanhar este e outros processos que suscitem dúvidas na contratação de docentes”.

Fonte: Público.pt

]]>
webmaster@recursoseb1.com (Pedro Dias) Destaque Professores e Educadores Notícias Wed, 01 Aug 2012 19:13:33 +0000